banner-site-sindicalize-se

face banner          twitter banner

Qui, 06 de Julho de 2017 00:00    PDF Imprimir E-mail
Campinas: Trabalhadores da RAC conquistam acordo judicial para pagamento de atrasados

Tribunal Regional do Trabalho determina regularização dos pagamentos e 90 dias de estabilidade após greve, depois de um ano e meio de constantes atrasos de salários e benefícios enfrentados por jornalistas, gráficos e administrativos


Os jornalistas, gráficos e administrativos da Rede Anhanguera de Comunicação, de Campinas, conquistaram uma importante vitória na tarde desta quarta-feira (5). Depois de um ano e meio enfrentando constantes atrasos de salários e benefícios, as categorias conseguiram, no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, um acordo judicial para que a empresa regularize os pagamentos.

O avanço é resultado da mobilização dos trabalhadores e trabalhadoras, que cruzaram os braços e fizeram greve nos dias 28 e 29 de junho. Na ocasião, o dissídio levou a uma ação judicial conjunta no TRT, instaurada pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) e também pelos sindicatos dos gráficos e dos administrativos.

No acordo, o desembargador Edmundo Fraga Lopes determina que a empresa retome os pagamentos semanais de 25% do salário do mês vencido, sempre às sextas-feiras a partir deste 7 de julho. Esse sistema de pagamento vai durar pelos próximos seis meses e, após o período, a rede e os trabalhadores voltam à negociação.  Já os salários atrasados de maio e 25% devidos  do mês de abril serão quitados pela RAC até o final de setembro.

O valor quinzenal do vale-refeição de julho será pago depois da segunda semana deste mês e, a partir de então, os pagamentos também serão semanais. A quitação dos atrasados dos seis últimos meses do benefício e do 13º salário de 2016 será discutida em outra negociação, em agosto próximo.

Pela decisão, o TRT determinou, ainda, o abono de horas dos dois dias de greve e garantiu 90 dias de estabilidade a todos os trabalhadores e trabalhadoras da empresa.

União e conquista

Pressionada pela greve, a diretoria da empresa chamou uma comissão de sindicalistas e de trabalhadores para uma reunião, na tarde da quinta-feira passada (29) e, na ocasião, foi fechado um acordo com os mesmos termos estabelecidos pelo TRT, com exceção da estabilidade.

Contudo, sendo agora uma negociação formalizada perante a Justiça do Trabalho, os jornalistas, gráficos e administrativos da RAC têm maior segurança quanto ao cumprimento das medidas, pois a empresa não cumpriu suas promessas nas tentativas de acordos anteriores. Agora, em caso de descumprimento, os trabalhadores  podem executar a ação judicialmente contra a rede.

Devido aos problemas financeiros da empresa, os dirigentes do SJSP têm se reunido mensalmente com a diretoria da RAC. A próxima reunião é em 20 de julho e, até lá, a expectativa é de que o grupo de comunicação passe a regularizar os pagamentos definitivamente.

Histórico

A Rede Anhanguera de Comunicação é responsável por veículos como os jornais Correio PopularNotícias Já, a revista Metrópole e o portal rac.com, e, até o final do ano passado, empregava 250 trabalhadores, dos quais mais de 60 jornalistas, dez gráficos e mais de 170 administrativos.

Os trabalhadores da rede têm sofrido desde 2016 com os constantes atrasos nos salários, benefícios, férias e não receberam ainda o 13º do ano passado.

Além disso, há outras irregularidades da empresa, entre as quais o desconto do Imposto de Renda na folha de pagamento sem repassar os valores, o que fez com que vários trabalhadores caíssem na malha fina da Receita Federal. A RAC também deixou de pagar o adicional de 1/3 quando os jornalistas entram de férias, mas continuou descontando o valor no mês seguinte ao retorno dos trabalhadores.

Ocorreram atrasos, ainda, no recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e da Previdência Social, e a empresa só negociou a quitação dos débitos do FGTS depois de ser autuada pelo Ministério do Trabalho.

Leia também:
Campinas: Greve na RAC arranca acordo e trabalhadores suspendem paralisação
Campinas: Profissionais da RAC entregam Carta Aberta denunciando irregularidades da empresa
Trabalhadores da RAC aprovam continuidade da greve em Campinas
Campinas: jornalistas da RAC entram em greve hoje (28)

Escrito por: Flaviana Serafim - Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

Foto: Reprodução/Wikimapia/CC

 

Expediente

Portal Oficial do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

 

Presidente

Paulo Zocchi

Secretária de Comunicação 

Lílian Parise

 

As matérias assinadas não representam necessariamente a opinião da diretoria.


Editora
: Flaviana Serafim


Contatos

Tel:(11) 3217-6299

Fax:(11) 3256-7191

e-mail: jornalista@sjsp.org.br

Facebook: http://www.facebook.com/SindicatoJornalistasSP

Twitter: http://twitter.com/JornalistasSP

Entidades parceiras

fenaj_186x44

cut_469x154

fij_140x140

Endereço

Rua Rego Freitas,530 - Sobreloja
Vila Buarque - SP - CEP: 01220-010
Fone: 11 3217 6299

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.

Mantido por Pandora